Malagoli e seus Pedais

Os irmãos Carlos e José Malagoli, para montar uma banda (The Thicks), precisavam de guitarras. O pai dos meninos, Mário, era marceneiro. Isso acabou deixando os meninos um pouquinho mais próximos do sonho adolescente. Assim, com as próprias mãos, os irmãos construíram sua primeira guitarra.
No primeiro ensaio da banda a guitarra foi trocada por um amplificador. Outra guitarra foi construída e novamente foi trocada. Notando a falta de instrumentos no mercado. Os irmãos fundaram em 1965, com outros dois irmãos, Duílio e Geraldo, a empresa Malagoli Eletrônica LTDA.

Desta forma a marcenaria do pai, além de construir móveis, também começou a produzir guitarras, baixos e amplificadores com a marca Sound. Porém, as guitarras eram equipadas com captadores Capsom, marca do famoso sr. Vitório Quintilho. A Capsom era quem fornecia captadores para Giannini, Phelpa, Rei dos Violões, Del Vecchio e várias outras marcas emergentes da época.

Devido a grande demanda, Vitório tinha seu fornecimento inconstante. Isso foi um dos motivos que levou os irmãos Malagoli a produzirem seus próprios captadores.

Posteriormente, com as mudanças do mercado, o aparecimentos de novas empresas fabricantes de instrumentos e o fechamento da Capsom, a Sound começou a dedicar sua produção a captadores e pedais.
Os pedais da Sound foram produzidos de julho de 1968 a dezembro 1989. Em 2002, uma nova linha de pedal foi lançada WS, porém atualmente a empresa não está os fabricando, os modelos lançados foram: ES-1, ES-2, ES-3, ES-4, ES-5 Devil’s Fuzz, ES-6 Booster, ES-7 Repeat Siren, ES-8 Phase, ES-9, II, III, WS-1 e WS-2.

Esses pedais englobam muitos efeitos diferentes, como:

Fuzz/Distorção. Wah-Wah. Woh. Phaser. Trêmulo. Repetidor. Expressão e até Sirene. Inclusive, num único modelo poderia haver vários efeitos, como é o caso do modelo ES-3.

Os captadores então passam a ser o principal produto de venda da Malagoli Ltda. Mas foi em 2004 que a empresa atingiu um outro patamar no mercado musical. O filho de Carlos, Érico Malagoli, com assessoria de Leonel Ponzo A. Hey Ho (músico e luthier) e Seize Tagima (luthier, antigo dono da Tagima e atual dono da marca Seize), incia uma nova produção de captadores de alta qualidade, baseados nas grandes marcas americanas: Gibson, Fender, Seymour Duncan e Di Marzio. À partir daí, a marca passa a se chamar Sound Captadores (by Malagoli).
Em 2007 é lançado a linha Custom Shop, e em 2009 é lançada a linha dos chamados Multi-singles, tecnologia de captação com várias bobinas, desenvolvida e patenteada pela empresa. Nesta mesma época é adotado novo nome à marca: Malagoli Captadores.

Confiram uma entrevista com Carlos Malagoli.

https://youtu.be/fvTXCLrkO38

Desde então a empresa continua expandido suas linhas de captadores e aumentando o número de guitarristas, violonistas e baixistas felizes que confiam seus instrumentos aos feitos da família Malagoli e CIA. LTDA.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s