A mulher que evitou Freddie Mercury por 6 meses.

em

A historia  de Freddie Mercury e Mary Austin mostra que o verdadeiro amor nem sempre envolve somente relações carnais, mas sim aquela que vem do coração, que é amor mais puro, verdadeiro e sincero…
Eu perdi alguem que eu achava que era meu amor eterno. Quando ele morreu, eu senti que tinha tido um casamento. Nós tínhamos vivido nossos votos. Nós tínhamos feito isso para o melhor e também para o pior, na riqueza na pobreza, na doença e na saúde. Você nunca poderia ter ido Freddie... Mary Austin em Entrevista a OK! Magazine, 17 de março de 2000.

Tudo começou na Loja de Roupas Biba em Londres.

Na primavera de 1970, Freddie Bulsara e Roger Taylor, dois amigos sempre iam no terceiro andar onde ficava o departamento de “moda para homens”, para ver o que era tendência de moda ou comprar roupas de “boutique” em promoção para venderem em sua banca de roupas de segunda mão que tinham no antigo Mercado Kensington.

Numa dessas idas a loja Freddie Mercury conheceu uma das consultoras usando um batom cor de vinho e vestido minissaia, seu nome: Mary Georgina Austin nasceu em 05/03/1951 no bairro de Battersea a beirra do rio Tamisa em Londres.

Mary Austin tinha apenas 19 anos quanto trabalhava como RP na loja de moda Biba onde seus clientes incluíram Paul McCartney e Mick Jagger e o jovem Freddie Bulsara que tinha 23 anos.

Mas não era só Freddie que tinha notado Mary, Brian May também notou e passou a visitar a loja com frequência.  No documentário “Freddie Mercury, the Untold Story (2000)”, Brian May falou que ele e o Freddie iam nessa boutique para apreciar a beleza das mulheres que trabalhavam lá, e uma dessas mulheres era a Mary Austin…

Assim Mary passou seis meses evitando Freddie, ela saiu algumas vezes com Brian May, mas o namoro não deu certo.
Freddie sempre ia lá e falava “oi” para ela. Ás vezes ele ia com algum amigo, e outras ele ia sozinho…

Freddie sempre ficava perguntando pro Brian Mary, se ela tinha algum namorado, ou se o Brian estava namorando ela, porque Freddie realmente estava interessado e queria sair com ela, e isso demorou cinco meses…

Mas quando Freddie tentou marcar um encontro na data do seu aniversário de 24 anos, Mary recusou alegando que estava ocupada naquela noite.

“Eu estava tentando ser legal”, ela recorda com um sorriso, “não porque houvesse qualquer motivo real que me impedisse de ir.
Mas Freddie foi insistente e saímos no dia seguinte”.
“Ele queria ir ver Mott The Hoople, no Marquee Club, em Soho. Freddie não tinha muito dinheiro, então assim acabamos fazendo coisas normais, como quaisquer outros jovens.

Não houve jantares extravagantes – que só veio mais tarde, quando ele alcançou o estrelado. “Demorou cerca de três anos para eu realmente sentir que amava Freddie.

Mary apaixonou por Freddie, no dia em que o grupo se reuniu para escolher o novo nome da Banda.

Roger Taylor estava inflexível e Brian não concordava, mas Freddie usou de todo seu poder persuasão, “Eu via Freddie discutindo movendo sua juba preta e sexy, animado e com alto grau de convencimento que no final convenceu a todos  que Queen era o melhor nome.

Neste dia Freddie conseguiu duas proezas: convencer o grupo com o novo nome e conquistar o coração de Mary. Eles seriam Queen e King para sempre.

 

download

A partir desse dia, eles se tornaram namorados e amantes.
Nesta data Freddie compos a musica “Love of My Life” dedicado a Mary, lançada posteriormente no Album “A Nigth at Opera”.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s